Guia do Sobrevivente: Universo Paralello (pt. 1)

Preparação

A primeira vez no Universo Paralello a gente nunca esquece. Porém, é na primeira vez que dúvidas comuns do tipo “como ir?”, ou “o que levar?”, mais nos assombram.
A solução acaba sendo ir atrás de informações espalhadas pela internet, das mais diversas fontes (algumas até duvidosas) sobre o assunto. Um trabalho que pode se tornar tão complexo a ponto de nos fazer questionar se realmente vale a pena tamanho esforço.
Bom, como vocês já devem saber, nosso trabalho é criar soluções. Decidimos então estrear o nosso Guia do Sobrevivente com este que é um dos festivais mais tradicionais do Brasil.
Nesta primeira parte reunimos tudo o que aprendemos durante nossas diversas participações no Universo Paralello e listamos o que acreditamos ser essencial para você se preparar para o festival. Esperamos que seja de grande ajuda.

Adquirindo o Ticket

Existe apenas uma opção de ingresso, sendo ele válido para todos os dias do festival, acesso liberado à todas as áreas – stages, bares, praça de alimentação e feira mix – e com a possibilidade de entrar e sair do local a qualquer momento.

 

As vendas iniciam em torno de novembro (do ano anterior) e estendem-se até o dia do evento, com os valores transitando entre R$ 620,00 + taxas (lote promocional) e R$ 1.200 (porta).

 

Os tickets podem ser adquiridos através do site oficial do UP:

Escolhendo o Meio de Transporte

Viajar é um dos maiores prazeres da vida e permite nos conectarmos a novas experiências.

O meio de transporte que você escolher certamente irá influenciar na história que terá para contar ao final dessa experiência. Conhecer mais a fundo sobre cada um deles irá facilitar na sua escolha.

 

– ÔNIBUS:

A melhor opção para os amantes de uma boa trip, que desejam fazer novas amizades e festejar por mais tempo.

O trajeto de São Paulo até a Bahia dura aproximadamente 32 horas, tempo o suficiente para admirar as diversas paisagens ao longo do caminho. Durante este percurso serão realizadas paradas para o café da manhã, almoço e janta.

Para uma ideia melhor de datas e valores iremos usar como exemplo uma das excursões disponibilizadas pelos nossos parceiros da Alien Ingressos, do qual já utilizamos o serviço e temos confiança em indicar.

 

  • Excursão Alien Ingressos – São Paulo:

Ida: 25/12/2019 às 21:00:00 (Ponto de encontro – Barra Funda)

Retorno: 03/01/2019 das 15:00 (Ponto de encontro – Local do Desembarque)

Valor: R$ 610,00 (Pagamento via depósito, boleto ou parcelado no cartão de crédito)

 

Essa e mais opções em: https://bit.ly/2FavWNH

– AVIÃO:

De fato, a opção mais rápida e confortável, porém a menos econômica. Uma boa pedida para quem tem uma grana extra disponível e deseja resguardar as energias para o festival.

O seu voo deverá ser em destino ao Aeroporto Internacional de Salvador – Dep. Luís Eduardo Magalhães. Ao chegar lá é possível utilizar o Transfer oficial do festival, com destino a Pratigi:

 

Empresa: BRASIL ORIENTE

Itinerário: SALVADOR x PRATIGI x SALVADOR
Telefone: (11) 4129-7666
E-mail: [email protected]
Site: www.br-oriente.com.br

 

Horário e valores do Transfer: 

https://universoparalello.org/pt/traslados-rodovia

– CARRO:

Aos que preferem fazer a trip no seu tempo e não ligam em ficar dentro de um carro por várias horas (ou dias), vamos ajudar com algumas informações importantes.

 

Localização por GPS
Praia do Pratigi, Área Rural de Itubera
Município de Itubera – BA
CEP: 45435-000
Latitude: -13.71396
Longitude: -38.993011
BR Próximas: BA001 / BA650 & BR101
Distância do centro da cidade de Ituberá, 28 km.

 

Existem diversos sites na internet que simulam rotas e seus custos, como pedágio e combustível. Alguns deles:

 

Opções de rota para quem sai do estado de São Paulo ou dos estados da Região Sul do país:

 

Rota A:
Indo por Vitória da Conquista (BA) BR 116. Belo Horizonte (MG) – Gov. Valadares (MG) – Teófilo Otoni (MG) – Vitória da Conquista (BA). Seguir para a BR 101, na altura de Itabuna (BA).

Continuar pela BR 101 no sentido de Salvador até a altura de Travessão (as margens da BR 101) e seguir na direção de Camamú, Itubera.

Rota B:
Indo pelo Rio de Janeiro (RJ) BR 101 – Seguir pela BR 101 no sentido de Salvador até a altura de Travessão (as margens da BR 101) e seguir na direção de Camamú, Itubera.

 

Estacionamento: A PRATIGI PARK é uma empresa local, que presta serviço ao público do festival desde 2003. Ela oferece estacionamento privativo com segurança 24 hs para carro e moto home.

mais infos: www.pratigipark.com.br

// DICAS COGNIÇÃO:

  • Não entre na estrada de terra antes de Ituberá, seguindo a rota mais curta sugerida pelo GPS – é perigoso.
  • Os caminhos que ligam Gandú a Pirai do Norte parecem ser mais rápidos, mas a estrada é esburacada e oferece perigos reais de assalto.
  • É uma viagem extensa e com percursos que exigem muita atenção do condutor. Nem pense em pegar no volante após ingerir álcool, mesmo que em pequena quantidade.

Casa x Camping

Para quem busca uma experiência completa, acampar é a melhor opção. Você irá conhecer mais pessoas, ter acesso mais rápido aos seus pertences e, principalmente, aos stages.

Contudo, toda aventura tem seu preço. Prepare-se para acordar cedo, pois as 5h da manhã o sol já irá te saudar com um bom dia. E não estamos falando de qualquer sol.

Um lugar arejado na Bahia facilmente chega à temperatura de 40 graus. Agora imagine dentro de uma barraca, recebendo sol o dia todo. A sensação térmica pode beirar os 50 graus, então aproveite para cochilar durante a noite.

Falando em barraca, tome cuidado com o seu colchão inflável, pois qualquer objeto pontiagudo pode perfura-lo.

Dentro do festival (assim como em todos os lugares) é possível que tenha pessoas de má índole. Guarde bem os seus pertences e não dê chance para que algo de ruim aconteça.

 

Caso a sua prioridade seja conforto, existe sim a possibilidade de alugar casas ou quartos próximos a rotatória/entrada do festival.

Mas atenção: existem diversos relatos de golpes vindo de pessoas que dizem ser proprietárias de casas próxima ao local. Elas enviam fotos do suposto imóvel e solicitam o depósito do valor da locação. Recomendamos que use todos os meios possíveis para se certificar, antes de alugar uma casa na região.

O lado positivo de ter um lugar onde se hospedar: cama, ar condicionado, chuveiro próprio e cozinha. O negativo: a casa provavelmente ficará quilômetros de distância do evento. Fazer este percurso de ida e volta todos os dias, debaixo de sol ou após uma longa noite, não é das tarefas mais fáceis. E sejamos sinceros, a experiência não será a mesma de acampar na praia, próximo a música e a outros participantes.

Dinheiro ou Cartão?

Você não encontrará caixas 24h no festival, portanto, leve dinheiro o suficiente para cobrir seus custos lá dentro.

Os caixas do evento aceitam cartão de crédito e débito, porém o sinal é péssimo. Aconselhamos que paguem com cartão os gastos que tiverem ao longo da viagem e guardem o dinheiro para utilizar dentro do festival.

Preparando a Mala

Chegamos em um dos assuntos de maior dúvida dos novatos. O ideal é levar apenas o essencial… mas o que é essencial?

Obviamente isso é algo particular e pode variar de pessoa para pessoa, mas procuramos listar alguns itens padrões para o tipo de ambiente que você irá se deparar.

 

– HOMENS:

5x Regatas

8x Cuecas / Sungas

6x Bermudas Água/Surf (que sejam fáceis de lavar e secar)

2x Cangas

2x Toalhas de banho

2x Chinelos

 

– MULHERES:

4x Biquínis

10x Peças de roupa íntima

6x Shortinhos / Saias

6x Regatas / Camisetas

2x Vestidos de malha leve

1x Calça de tecido

1x Agasalho leve

3x Cangas

2x Toalhas de banho

2x Chinelos

// DICAS COGNIÇÃO:

  • Priorize roupas com tecidos leves. Além de serem mais confortáveis elas ajudam a reduzir o peso da mala e ocupam menos espaço.
  • Não leve peças de cor clara (apenas sua vestimenta para o réveillon, se desejar). As duchas do festival utilizam água do mangue e, por conta de sua cor avermelhada, podem acabar manchando as roupas.
  • A sua maior aliada para suportar o colar da Bahia será uma Canga! Ande sempre acompanhado de uma delas molhada, nas costas ou na cabeça, e seja feliz.
  • Leve, no mínimo, dois Chinelos. Caso você perca um, ainda terá outro (e acredite, isso não é difícil de acontecer).

– ACESSÓRIOS (UNISEX):

 

Tudo o que puder amenizar o sol, como bonés, chapéus ou viseiras, é válido.

Recomendamos bastante os chapéus do tipo Trekking. Eles são extremamente leves e possuem abas largas, protegendo uma área maior do rosto e oferecendo um fator de proteção alto (em torno de 50 FPS).

Tenha também uma Pochete ou Cartucheira de cintura/perna, assim os seus pertences mais importantes estarão sempre juntos a você. Ao escolher o modelo, opte pelos com o maior número de bolsos e que sejam feitos de materiais resistentes.

Sobre os óculos de sol, nem pense em levar algum modelo ching-ling. Óculos de baixa qualidade costumam usar lentes que não oferecem a proteção necessária dos raios UV, podendo danificar gravemente a sua visão.

– ALIMENTOS:

 

Levar ou não levar? Bom, aí depende de você.

O festival permite a entrada de qualquer tipo de alimento. É possível, por exemplo, levar os ingredientes e fazer um macarrão na cozinha comunitária (panela e talheres são por sua conta).

Barrinhas de cereal, biscoitos e salgadinhos são sempre bem vindos. Só não se esqueça que o ambiente é tão quente que pode prejudicar o armazenamento de certos tipos de alimentos.

– HIGIENE PESSOAL:

 

Escova e pasta de dente: itens fundamentais, mas lembre-se de escovar os dentes apenas com água mineral (que por sinal, você precisará levar).

Desodorante, Shampoo e Condicionador: a água do mar e o calor irão judiar dos seus cabelos.

Sabonete líquido: não leve em pedra pois é fácil de suja-lo com areia.

Filtro solar: existe aquele velho ditado, “na Bahia é um sol para cada pessoa”. Pois bem, jamais, em hipótese alguma, esqueça de levar um filtro solar de FPS alto. Costumam ser usados, no mínimo, 2 frascos por pessoa.

Creme em gel e hidratantes para a pele: devido ao sol forte e o sal do mar, é sempre bom mantê-la hidratada.

Papel higiênico e lenços humedecidos: eles o ajudarão a limpar aquela areia chata no rosto. Tenha sempre esses dois itens em sua pochete/cartucheira.

// DICAS COGNIÇÃO:

  • Leve seus produtos de higiene em uma nécessaire transparente e com alça. Isso irá agilizar o processo para encontrar algum item dentro dela, enquanto estiver em sua barraca ou no banho.
  • Leve um gancho em formato de S, de ferro ou plástico, para que possa pendurar a nécessaire durante o banho. Isso ajudará no manuseio dos produtos.
  • As duchas no festival são compartilhadas, ou seja, não existem portas, apenas divisórias. Caso prefira, leve consigo uma canga e 2 pregadores de varal, fazendo assim uma proteção entre as divisórias.

– CAMPING:

 

Barraca: escolha alguma de sua preferência – lembrando que, por conta do calor, você mal ficará dentro dela.

Colchão: caso opte por um inflável, não se esqueça de levar a bomba para enchê-lo.

Gazebos: excelentes para fazer sombra, mas saiba que carrega-los será um grande trabalho.

Iluminação: o camping não conta com iluminação. Leve suas lanternas e pilhas.

Cadeira: será o sua fiel amiga na hora do descanso. Mas atenção: Cadeira não dança! Mantenha ela longe da pista.

Power Bank: para os que não pretendem largar o celular, ou querem filmar e fotografar tudo, um carregador portátil será de grande utilidade. Se possível, leve também um cabo reserva.

Sacos de Lixo: leve e faça bom uso. Não se esqueça que ali é uma área natural e você que é o visitante.

TUDO PRONTO? PARTIU FESTIVAL…

Continue acompanhando o site do Cognição Eletrônica que em breve lançaremos a segunda parte desta série.